quinta-feira, 2 de junho de 2011

Episódio 3# - Parte 3

 Com minha cabeça acomodada no seu tórax dormi até o momento em que... turbulência ...
 - Barbara, Barbara acorda querida - papai sussurrava me chamando.
 - Ahm? Porque? - respondi meio desnorteada.
 - Turbulência querida, senta direitinho e coloca o cinto.
 - Está bem.
 Me sentei direito e coloquei o cinto, como meu pai pediu. Peguei a mão dele eu sempre fico com medo dessas turbulências. Aiiiiiinnnn o avião parece que está caindo.. a pressão do ar está aumentando muito, meus ouvidos estão doendo muito.
 - Barbara está tudo bem? - perguntou meu pai.
 - Meus ouvidos, ai - respondi com uma careta.
 - Já vai passar.
 - Eu espero.
 Aquilo estava horrível, estava me confundindo as ideias, isso durou 10 eternos minutos. Quando terminou fechei os olhos e apertei minhas orelhas com as mãos, para tentar aliviar a dor que sentia. Logo a aeromoça anunciou o lanche, a última coisa que eu queria era comer.
 Deitei a cabeça perto da janela e fiquei observando as nuvens, as vezes dava para ver o mar. Queria esquecer a dor, mas estava impossível não sei mais o que faço. Quando do nada...

Postar um comentário