quarta-feira, 30 de maio de 2012

I just won't feel right (8)


Preferia não ter visto, não ouvido, não ter sentido esse sentimento imundo, deixassem-me com a venda, estava feliz com ela. Tiraram toda a pureza do amor platônico que eu alimentava, desnudaram-o em minha frente, tentei vesti-lo novamente com toda a minha teimosia, mas restou apenas a mancha de sangue vermelho vivo palpitando no mar de leite e tomando as formas da dor que eu sentira e sinto todas as vezes que presencio a cena e os murmúrios sobre tal qual.


Postar um comentário