quinta-feira, 7 de julho de 2011

Episódio 3# - Parte 9

 Sendo domingo o dia do acidente agora é quarta-feira pela manhã, relembrando que a estimativa do coma de Barbara era para segunda-feira, ela ainda não acordou.
 Karlio pediu que Victor se retirasse do quarto para que ele pudesse fazer novos exames sobre o estado de Barbara, enquanto revirava as gavetas e olhava alguns papéis ouviu algo estranho um som baixo que não entendia direito, mas parou devia ser algum carro mal avisado ou outro acontecimento na rua. Não. O som se repetiu só que mais alto, agora ele entendeu claramente era uma voz que dizia:
 - Edward, Edward, Edward não me deixa, Edward te amo, Edward, Edward... 
 Ele olhou para trás e reparou que era Barbara falando, mas ela parecia inconsciente, a voz começava fraca ia aumentando e depois ia sumindo, de repente parou. Ele ficou meio assustado, mas depois voltou a mexer em seus papéis.
 A tarde Victor estava no quarto acariciando os cabelos de Barbara e novamente fitando sua lenta respiração, quando ela abriu os olhos e tentou mexer o pescoço para ver quem mexia nos seus cabelos, quando ela tentou virar ele logo tirou as mãos, mas como estava machucado doeu e ela soltou um gemido baixo, mas perguntou:
 - Quem está aí?
 - É o Victor, mas eu vou ali chamar o doutor Karlio.
 - Espera, o que aconteceu?
 - Ele te explica depois, por mais que eu queira ficar aqui, tenho que ir lá chamar ele.
 Victor saiu do quarto e não demorou para Karlio chegar.
 - Está tudo bem Barbara?
 - Me explica o que aconteceu.
 - Só me diga se está tudo bem.
 - Vai ficar quando você explicar.
 - Eu prometo que depois eu te explico, mas é crucial eu preciso saber se você está sentindo alguma dor.
 - Não promete nada, promessa é divida, não quero que deva nada para mim. Está tudo doendo, desde o meu nariz até o meu pé.
 - Certo, eu já resolvo, vou avisar seu pai que está na sala de visitas.
 Na sala de visitas Robert está sentado no sofá com uma revista na mão, Karlio não tinha deixado que Victor o avisasse antes que de falar com Barbara. Entrou na sala de visitas e logo ele pulou perguntando:
 - Alguma notícia doutor? Barbara está bem? Ela acordou?
 - Sim, eu tenho uma notícia ela acordou...
 - Eu posso ir vê-la? - Robert cortou Karlio.
 - Pode...
 Deixou Karlio, ele ia dizer mais alguma coisa, mas o drama de Robert cortou Karlio apesar de ele ser um vampiro e não ter lá um coração.
 Quando Robert entrou no quarto, Barbara tentou novamente ver quem era sem se lembrar que isso machucava e ela gemeu de novo.
 - Barbara está tudo bem? - perguntou seu pai.
 - Sim. . .
 - Barbara eu fiquei desesperado eu achei que dessa vez eu ia te perder, eu ainda não contei para sua mãe e nem sei como é que vou contar.
 - Como a mamãe está? Eu quero ela. E aliás, me conta o que aconteceu... Vocês estão desesperados eu só sei que meu corpo todo está doendo.
 - Está tudo bem com ela Barbara, não tem como ela vir aqui, ela está no Brasil nós estamos na França...
 - Eu quero ir para o Brasil então. - Barbara já estava a pé de choro.
***(amanhã eu termino)***
Postar um comentário