sexta-feira, 15 de julho de 2011

Episódio 4#

 Eu parei na parte que a Barbara pedia para ir para o Brasil. Então, como o Robert faz tudo para agradar a filha e Barbara consegue tudo o que quer, conseguiram convencer Karlio de deixar Barbara viajar.
 Aqui no avião ela está numa maca, a maca está presa ela está com um cinto próprio para transporte de passageiros assim e não é um avião comum é um avião especial. Robert, Karlio, Victor e Adolf Pudigurski foram nos bancos para passageiros que tem.
 A viagem não foi muito tranquila, Barbara teve a mesma dor nos ouvidos que quando teve quando foi para a Europa e a solução que Karlio encontrou foi dopá-la.
 Robert antes de decolar contou para Dakota o que havia acontecido. Foi uma choradeira, gritos e mais choro, mas quando ele disse que iria para o Brasil ela deu uma acalmada e disse "que era para irem o mais rápido possível porque ela apesar de já estar com saudade agora com essa notícia".
 Chegando no Brasil Barbara foi levada para o hospital ainda dopada, no aeroporto Robert avisou ela a qual hospital Barbara seria encaminhada era um perto da casa deles, então Dakota foi para lá. Quando Barbara chegou foi encaminhada para seu quarto que já estava reservado.
 Robert foi junto com a Barbara, Adolf e Victor foram para um hotel. Dakota já estava no hospital, Karlio pediu um tempo para arrumar Barbara ajustar os aparelhos e enfim. Enquanto isso Dakota abraçou fortemente Robert, tal qual perguntou pela outra filha Letícia que havia ficado no Brasil durante a viagem, Dakota respondeu que ela estava bem e que agora tinha saído com alguns amigos, apesar de saber o que tinha acontecido com a irmã estava "cagando e andando".
 Karlio enfim deixou Dakota entrar no quarto, ela pediu que Robert pudesse entrar com ela ele disse que não havia nada que impedisse. Quando ela entrou, Robert segurando sua mão, quando viu Barbara com o braço engessado e dopada (elanãosabiaqueelaestavadopada!) correu para abraçar a filha "passou a mão em 'seus' cabelos, olhou em 'seus' olhos, começou 'chorar'". Todos saíram do quarto e deixaram elas sozinhas, Dakota soluçando passou a mão na ferida que ela tinha na boca, uma ferida que a deixava mais linda e inocente e dava muito mais vontade de cuidar. 
Postar um comentário