sábado, 7 de maio de 2011

Episódio 2# - Parte 10

 Precisa dizer quem veio correndo me abraçar? Não né. Nesse momento Edward me pegou no colo em um abraço de urso, não só um abraço, o melhor abraço. Aquela pele gelada, aquele cheiro inconfundível, os braços fortes dele no meu corpo delicado, minha vontade de beijar ele e que aquele momento nunca acabasse, porém, sempre quando eu quero que nunca acabe, acaba.
 - Contou para o seu pai? - perguntou ele cortando meu barato.
 - Não tive coragem, algo me disse que eu ia estragar o 3º dia dele, ainda mais do que o 2º. - respondi. - mas eu vou contar hoje no jantar.
 - Barbara que coisa feia, se você não me der R$ 20 eu vou contar tudo para o papai. - chegou minha querida e prezada irmã Letícia.
 - Não se incomode, pode deixar que eu mesma conto. - respondi.
 - Se não me der R$ 20 eu vou ligar para ele agora. - disse ela.
 - Mas eu não tenho nada em reais e não te empresto meu cartão por nada nesse mundo. - retruquei.
 - Toma - Edward tirou uma nota de R$ 50 e deu para ela.
 - Edward, pega isso devolta. - mandei, mas ela não é boba nem lerda e saiu correndo. - Porque você fez isso? Papai ia brigar com ela por se meter na minha vida, mas ia me deixar de castigo por esconder.
 - Veja bem - começou ele a explicar e deslaçou o abraço. - agora tu conta quando achar necessário, e ela está feliz com os R$ 50 dela.
 - Dela nada é teu. - dei de ombros, mas ele me abraçou, beijou minha testa e não resisti.
 Ainda eram 12h30 a aula só iria começar 13h30, para explicar eu não almocei em 30min eu sai mais cedo, eram 11h22 quando acabou a aula. Ficamos ali abraços sorrindo, sem dizer nada só a presença um do outro parecia bastar - acho que não é para agente ficar abraçado, meu segurança chegou e foi logo empurrando Edward e dizendo para ele ficar longe de mim. Eu tive vontade de matar meu segurança. Ele me puxou para trás dele e disse para Edward.
 - O que você quer com a Barbara?
 - Er... - Edward ficou sem jeito, não esperava por isso, que será que ele vai dizer. - Nada, sou somente um amigo.
 - Mas não pode ser amigo mais longe não? - Meu segurança não parecia ter acreditado muito.
 - Ai pare ele é só um amigo mesmo, deixa por favor - eu implorei, saindo de trás dele, mas ele me empurrou delicadamente.
 - Barbara quem é ele? - perguntou Silver, meu segurança.
 - Edward Cullen, filho do Dr. Karlio. - respondi voltando para o lado do Edward - Ele não vai me fazer mal algum, deixa por favor. Aiin é só um abraço.
 - Tudo bem, mas não esqueça que eu vou estar aqui do lado ouviram? - respondeu Silver.
Postar um comentário